5 fatos curiosos sobre os sonhos Sonhos podem revelar muito sobre a sua personalidade… Embora também possam denunciar se a sua TV é em cores ou em preto e branco.

08/02/2012 at 12:35 pm Leave a comment

Talvez, para a maioria das pessoas, os sonhos sejam apenas aquelas histórias que ocupam a cabeça durante uma boa noite de sono. Às vezes são assustadores. Às vezes são engraçados. Às vezes trazem realizações que gostaríamos de ver incluídas em nosso check-list. E, por fim, em muitos casos, trata-se, aparentemente, apenas de um amontoado de imagens aparentemente sem sentido — isso caso você consiga se lembrar de algo ao acordar.

Mas deve haver algo mais. De acordo com o psicoterapeuta Jeffey Sumber — em entrevista ao site Psychcentral —, “o maior mito sobre os sonhos é aquele que assume que se tratam apenas de manifestações frívolas de ocorrências diárias”. Quer dizer, você sabia que a linguagem utilizada pelos sonhos é predominantemente simbólica? Vários estudos apontam para a descarga inconsciente representada pela atividade de sonhar.

Além disso, é provável que os temas dos seus sonhos variem consideravelmente conforme você envelhece — embora condições emocional e biologicamente relevantes, como a gravidez, também tendam a reger as “doideiras” do sonho.

Enfim, caso você ainda não esteja convencido de que a sua capacidade de voar ou aquele seu harém particular não são apenas entretenimento promovido pelo bom e velho João Pestana, confira abaixo uma lista com cinco fatos particularmente curiosos sobre os sonhos — talvez alguns deles até influenciem a sua próxima noite de sono.

Os temas dos sonhos variam de acordo com a idade

Talvez você pense que os seus sonhos são exclusivos — quer dizer, com conteúdos originais provenientes do cotidiano, talvez. Bem, é provável que essa não seja exatamente a verdade.

De acordo como psicólogo Ian Wallace, autor do livro “The Top 100 Dreams” (algo como “os 100 sonhos mais comuns”, em uma tradução livre), há diversos temas comuns nos sonhos dos seres humanos. “Embora nossas experiências de vida variem, temos padrões de comportamento similares e mentes similares”, afirmou Wallace em entrevista ao jornal Folha de S. Paulo.

E mais: a sua idade pode determinar o tipo de material simbólico que embala o seu sono. Segundo o pesquisador, é comum que crianças sonhem com algo assustador que habita os cantos do quarto. Já adolescentes normalmente são perseguidos por zumbis, perdem os pais ou ficam presos em cemitérios. Juntamente com os deveres da idade adulta, entretanto, surgem pesadelos sobre perder o avião ou abandonar os filhos por engano.

A sua TV pode determinar as cores do seu sonho

Um estudo publicado pelo site Psycentral revelou que 80% dos participantes com idade inferior a 30 anos sonhavam em cores. Entretanto, ao abordar a faixa etária dos 60 anos em diante, esse número despencou para 20% dos participantes.

Mas a coisa toda fica ainda mais curiosa. Ao acompanhar as mudanças nos levantamentos da pesquisa através dos anos em que os dados foram coletados (de 1993 a 2009), os estudiosos perceberam um aumento no número de adultos que sonhava em cores. Entretanto, isso ocorreu apenas nas faixas dos 20 aos 30, dos 30 aos 40 e dos 40 aos 50.

A conclusão temporária? O advento da televisão em cores pode ter determinado que os sonhos ganhassem novas tonalidades. Em outras palavras, é possível que a teledifusão influencie consideravelmente aquilo que você sonha durante a noite.

Entretanto, os pesquisadores concluem: “caso as diferenças de exposição às mídias realmente expliquem os resultados, ainda resta a questão de como e por que a exposição às imagens de TVs e filmes preto e brancos têm esse efeito nos participantes, mesmo após vários anos de exposição a mídias coloridas, e considerando-se que vivem em um mundo com uma profusão de cores”.

Deficientes visuais de nascença têm sonhos sem imagens

Os sonhos são normalmente associados com a ideia de que devem existir imagens. Isso conduz a um equívoco bastante comum: o de acreditar que pessoas cegas de nascença não teriam sonhos. De acordo com a psicóloga Eliane Liesemberg Dias Ferreira, grande parte do que compõe os sonhos advém de material captado pelos sentidos na noite que precede o sono.

Naturalmente, isso não inclui apenas a visão, mas também as percepções auditiva, visual, tátil, olfativa e gustativa. “Sonhos normalmente são moldados a partir de nossas memórias sensoriais. No caso de um deficiente visual, ainda haverá diversas ‘imagens’ perceptivas ligadas aos demais sentidos que não a visão”, explicou Eliane ao Tecmundo.

A gravidez altera a temática dos sonhos

Diversos elementos emocionalmente relevantes acabam por encontrar reflexo em nossos sonhos. Com a manternidade não haveria de ser diferente. A psicóloga Marion Gallbach, autora do livro “Aprendendo com os Sonhos”, acompanhou diversas mulheres grávidas de primeira viagem para sua dissertação de mestrado.

Em entrevista ao site O Significado dos Sonhos, Marion disse que oito em cada dez gestantes  sonhavam com “água”, “dilúvio” e “tsunamis”, embora leite e filhotes de animais também sejam temas recorrentes. Segundo a psicóloga, tratam-se de símbolos comumente relacionados com o instinto biológico, e também com as mudanças físicas e psicológicas pelas quais passa uma gestante.

Seus sonhos revelam muito sobre a sua personalidade

Para quem normalmente ignora os sonhos (bons ou ruins) assim que desperta, eis um aviso: as quimeras que povoam o seu sono REM podem revelar mais do que parece sobre a sua personalidade. “Algumas pessoas podem sentir que seus sonhos são assustadores, que provocam ansiedade, e que seria melhor acordar para se sentir bem novamente”, disse o psicoterapeuta Jeffey Sumber ao site Psychcentral.

Ele continua: “essas pessoas tendem a ignorar os sentimentos que o inconsciente tenta fazer com que confrontem nos seus sonhos. Sonhos representam uma oportunidade de aprender mais sobre nós mesmos e sobre o caminho escolhido na vida. Normalmente, trata-se da tentativa de estabelecer uma ponte entre a mente inconsciente e a mente consciente”.

Bem, mas qual seria a melhor forma para que você se conheça através dos seus sonhos? O pesquisador sugere uma pequena lista que deveria ser considerada para tanto:

  • Anote o conteúdo dos seus sonhos: mantenha um bloco de anotações ao lado da cama, a fim de anotar o que puder se lembrar do sonho no momento em que acordar;
  • Identifique os seus sentimentos durante um sonho: você sentiu medo, excitação, remorso, raiva? Tente descrever como se sentiu durante a sonho;
  • Considere todos os elementos: você pode ser retratado de inúmeras formas nos seus sonhos. Você pode tanto ser o herói quanto o vilão, por exemplo. De qualquer forma, vale levar em consideração todos os detalhes; e
  • Mesmo os sonhos mais comuns podem ter grande significação: mesmo um singelo café da manhã pode revelar muito sobre o seu inconsciente. Dessa forma, vale dar atenção mesmo aos sonhos mais comuns e, aparentemente, irrelevantes. Afinal, você pode estar sozinho ou acompanhado durante uma refeição ou o prato pode ser o mesmo que sua mãe preparava durante a sua infância

Entry filed under: Uncategorized. Tags: .

Morte e danos à saúde: por quanto tempo você sobreviveria em frente a um PC? Longas jornadas em frente ao PC e aos video games podem causar danos à saúde e até mesmo a morte. Saiba as causas e as dicas básicas para uma vida saudável. É possível controlar nossos sonhos? Pesquisadores comprovam que é possível resolver problemas durante o sono, mas técnica ainda é incerta e requer prática

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed



%d bloggers like this: